quarta-feira, 16 de maio de 2007

poemeus/Errância

Plagiando Millor, eu também "cometo" uns poemazinhos.

Errância

Este amor,
a quem a nau dos loucos norteia,
quem há de lhe supor o rumo,
pois se é já, de desde sempre,
Errante?

3 comentários:

Andressa disse...

Olá Chris,
Lindo seu blog!
Tudo que vem diretamente da alma atinge o melhor que quem tem o prazer de receber, ler.
Estou meio reservada e não tive tempo de cuidar do meu blog como gostaria.
Etnão coloco fragmentos do que vejo ou me atinge.
Sua Amiga, a mais nova moradora do Rio Vermelho.
Sabe quem é?

Mano B. Rock disse...

Muito massa o blog. Uma imagem vale mais que mil palavras, mas quando a imagem casa com as palavras, nada mais completo. E por falar em casa, botões têm casa e nesta casa há botões com quem se pode conversar.

::Soda Cáustica:: disse...

Cristi,

Finalmente o tão esperado e desejado blog.
Opção sensível e de qualidade dentre tantas coisas demotivantes da internet.

Um bjo e já está nos meus indicados!

vi