quinta-feira, 4 de outubro de 2007

De Londres, fotos exclusivas de manifestação em solidariedade ao povo de Mianmar!








Recebi esse email com quatro fotos exclusivas de uma manifestação, em Londres, em solidariedade ao povo de Mianmar. Era para escolher uma, não resisti, as fotos enviadas pela jornalista Hilda Fausto, em viagem a Londres, são todas absolutamente necessárias. Os brutamontes de Mianmar não vão achá-la mais em Londres, já escapuliu pra Madri.

Vejam o email:

Aí estão as fotos... com vê, não estão lá essa coca-cola...
queria ter feito uma foto segurando a bandeira da birmania, mas não foi possível... de qualquer forma. fiquei emocionada qdo me deparei com a manifestação, que não sabia que tava rolando... isso aconteceu no domingo pela manhã, dia 30 de setembro (acho que uma ação que ocorreu em várias partes do mundo), na Trafalgar Square, palco da grandes manifestações políticas da Inglaterra e também onde está instalada a National Gallery, uma das mais importantes da cidade.
Bjs.
Hildinha


Isso é que eu chamo de "auxílio luxuoso", como diz Luiz Melodia: "E o auxílio luxuoso de um pandeiro, até sonhar de madrugada, uma moça sem mancada, uma mulher não deve vacilar". A propósito, a prêmio Nobel da paz de Mianmar, Aung San Suu Kyi, é uma mulher que não vacila: o marido e os filhos foram exilados para Londres, onde o marido depois morreu, e ela preferiu ficar em seu país, em solidariedade aos presos políticos. Nem ao enterro do marido pôde ir. Está em prisão domiciliar há 10 anos.

Liberdade ao povo de Mianmar!!! Isso já está passando de todos os limites aceitáveis!!!

O enviado da ONU para Mianmar é o brasileiro Paulo César Pinheiro, para sorte da imagem pública da anta Celso Amorim, mas duvido que ele tenha mexido uma palha para isso, foi uma decisão da ONU mesmo. Amorim, como já comentei aqui, se recusou a assinar sanções contra os militares de Mianmar, como fizeram vários países, dizendo que isso era intromissão em política interna de outro país, que o que ele poderia fazer era "reforçar a democracia". Como assim, cara pálida?

Para apoio aos manifestantes de Mianmar e impedir a repressão violenta aos monges e à população, assine já!

Vá ao link:

http://www.avaaz.org e assine o manifesto, preenchendo nome, email e país de origem.
Em poucos dias a petição ganhou o apoio de 638.352 pessoas de todo o mundo, até a hora que votei.

Queremos chegar a 1 milhão de assinaturas, ajude-nos a divulgar a campanha.

http://www.avaaz.org

2 comentários:

Anônimo disse...

Se soubesse que teria o privilégio de publicar o registro da manifestaçao no simpático blog CÁ C"OS MEUS BOTOES teria caprichado mais nas fotos. O mesmo digo do e-mail enviado!!
De qualquer sorte, estou feliz e orgulhosa por contribuir com o blog na soma de esforços pela democracia em Myanmar.
Criste, diga ao "anta" do Celso Amorim que em casos extremos como este, toda e qualquer Naçao tem o direito de intervir. Assinei o abaixo-assinado de solidariedade ao povo de Myanmar e pela liberdade de Aung San Suu Kyi. Fiquei orgulhosa de marcar o nome do Brasil na lista.
Suerte para o povo de Myanmar!!
Bjs,
Hildinha

cacos meus botoes disse...

Dó,
vc, como sempre, antenada e modesta, imagine! o privilégio foi meu de poder publicar suas fotos em primeira mão.
Quanto à Sala de Cinema da UFBa, fique tranquila, tá nas mãos daquele mesmo pessoal do Museu, do MAM e da Aliança Francesa. Cinema de qualidade para quem não tem estômago para o pipocão dos Multiplex da vida. Beijos e saudades, c.